Creative Commons License
Letra corrida by Jose Fernando Guimaraes is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.
Based on a work at http://letracorrida.blogspot.pt.

28.10.15

«Eu.»

A escravidão, não a suporto
Sou sempre eu
Algo quer-me dobrar
Prefiro quebrar.

Venha a rudeza da sorte
Ou do poder humano
Eis-me, assim sou, fico
E fico assim até às minhas últimas forças.

É por isso que sou sempre um
Sou sempre eu
Se me ergo, ergo-me demasiado alto
Se caio, caio por inteiro.

[Ingeborg Bachmann, Toute personne qui tombe a des ailes (Poèmes 1942-67), trad. Françoise Rétif, Gallimard, Paris, 2015, Poèmes de jeunesse (1942-1945), p. 45. A tradução é minha, JFG].