Creative Commons License
Letra corrida by Jose Fernando Guimaraes is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.
Based on a work at http://letracorrida.blogspot.pt.

9.9.16

22.

Habita-me o terrível –
palavra indecifrável
que se abre  
à palavra a vir
ainda
ao poema –
e o meu olhar é triste
como o dos cães
quando a palavra lhes dou
em diálogo antiquíssimo,
anterior à linguagem –
não ao poema,
que é a palavra dos bichos
aturdidos na paisagem,
transbordando vida.

7.9.16

21.

Sendo –
o momento
entre ido
e a vir. Que
um enigma é,
um passo
à volta
do abismo,
donde se regressa,
se regresso há,
no próprio
do momento:
o gerúndio –
poema,
paisagem,
bichos
abrem-no:
vida.

1.9.16

20.

Debaixo da língua
o silêncio,
um silêncio 
de bichos, ténue
névoa
que mãos e boca
cala como gelo,
como fogo. Fogo
e gelo são, aliás,
a mesma coisa:
frutos. Maduros. Que
embebedam.